O que está em alta

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Shantala


Massagem milenar para bebês é originária do sul da Índia, esta prática faz parte dos afazeres diários das mamães indianas. O médico francês Dr. Fréderick Leboier, foi responsável pela divulgação da prática no ocidente onde batizou com o nome de Shantala (nome da mulher que lhe ensinou a técnica), na Índia não há um nome para este habito.

Se trata de uma troca de energia, contado puro, troca, cumplicidade, olho no olho; conecta mãe e bebê promovendo o vínculo entre eles. Para estreitar ainda mais o vínculo entre pais e bebê é essencial abusar da troca de olhares, da atenção e do carinho, ela não deve ser realizada de forma mecânica.


Seus efeitos são imediatos e a massagem dura em torno de meia hora. O toque afetivo é de fundamental importância para a criança, pois o toque promove equilíbrio físico-mental-emocional, gerando qualidade de vida, reforça o sistema imunológico do bebê e cria um importante vínculo com os pais. 

Massagem:
Acaricie o corpo do bebê suavemente, criando uma sensação suave e ritmada que move delicadamente os pés e as mãos dele.
O local deve estar aquecido e silencioso para que você e o bebê possam relaxar.
Ele deve estar confortável e calmo. O melhor momento para fazer uma massagem no bebê é quando ele está alerta e no intervalo entre as mamadas. A mãe deve estar relaxada na hora do contato. Qualquer sinal de estresse, ansiedade ou estado emocional passa para a criança.

Os toques acontecem nas seguintes regiões:
- Pernas / pés:
Coloque suas mãos na coxa do bebê e deslize até o pé e com movimentos suaves aperte sua pele. Gire os pés em todas as direções, sempre acariciando a parte superior dos dedos até o tornozelo.
- Rosto / pescoço / costas
Acaricie a testa até a nuca, passe delicadamente a ponta dos dedos no pescoço até o quadril, também nas laterais das costas mantendo distância da coluna. 
- Peito
Estenda a palma da mão sobre o coração e parte superior do peito acaricie em movimentos circulares até as coxas. Repita várias vezes alternando as mãos.
- Mãos / braços:
Usando as pontas dos dedos, massageie em movimentos circulares de forma suave a palma e parte superior das mãos. Acaricie os braços começando pelos ombros indo até os punhos.

Benefícios:
Esta técnica para além de criar um importante vínculo com os pais, reforça o sistema imunológico, promove o relaxamento e tranquiliza o bebê. 
Estimula o sistema nervoso central, funcionamento do intestino, tonifica músculos e articulações, ativa circulação sanguínea e atua como um método preventivo de cólicas, insônia (favorecendo o sono) e falta de apetite além de estimular a coordenação motora. 

Obs: Bebês que recebem as massagens tornam-se adultos mais equilibrados.

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Bambu massage


Massagem feita com bambu originária do Nepal e foi popularizada pelos franceses.

Essa terapia é uma poderosa ferramenta no processo de emagrecimento, redução de gorduras localizadas, serve também para ajudar a modelar o corpo, também muito comum em nossa sociedade.

O bambu simboliza a flexibilidade e robustez, beleza, leveza e a simplicidade.

Técnica feita com pequenas hastes de bambus de diferentes tamanhos e seu grande diferencial é a intensidade na eliminação das gorduras corporais. 

É usado como terapia auxiliar para diversos tratamentos, levando em conta seus inúmeros benefícios trazidos pela prática.

Os tamanhos dos bambus usados variam para cada parte do corpo, pés, mãos e rosto. As varas de bambus agem como se fossem o prolongamento dos dedos. 

A aplicação do bambu deve ser de forma correta em sentido, pressão, direção, velocidade e manobras leves para não machucar de forma alguma o cliente.

O efeito circulatório é imediato; a massagem além de ter efeito relaxante, reduz a tensão e o estresse.

Outros benefícios associados à técnica são: melhoria na oxigenação e na nutrição da pele, a capacidade de vasodilatação, promoção de limpeza cutânea, desintoxicação, renovação celular e a tonificação muscular.

Deixa a pele mais flexível, auxilia no tratamento de celulite e de remodelagem da silhueta. 

A bambu terapia não promove riscos e não envolve efeitos colaterais pode ser feita em homens e em mulheres de todas as idades. 


IMPORTANTE:
Evitar receber este tipo de massagem pessoas com problemas de: trombose, diabetes e câncer.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Dores na coluna durante a gravidez


É muito comum mulheres grávidas sentirem algum tipo de dor ou desconforto lombar durante a gravidez e no período pós-parto.

São vários os fatores responsáveis por esse aparecimento da dor nas costas, como, por exemplo:
1) O aumento do tamanho do feto
2) Frouxidão ligamentar (é uma condição que ataca as juntas do corpo, as deixando mais soltas e piora as dores da gestação).


Ocorre um deslocamento do centro e gravidade para frente e consequentemente há uma acomodação do eixo do equilíbrio resultando no aumento da curvatura lombar (lordose).

Esse aumento leva a um desgaste das articulações intervertebrais causando dor e correndo o risco de aparecimento de lesão do disco.

A prevenção é um fator muito importante; posturas adequadas ao sentar, deitar ou nas atividades do dia a dia mantem a integridade das estruturas da coluna vertebral.

Se não for prevenida ou tratada durante a gravidez, poderá se agravar no pós-parto em virtude da fraqueza dos músculos abdominais e da sobrecarga física que os cuidados com o bebê impõem a mãe.


Os exercícios de alongamento, condicionamento físico e relaxamento feitos a partir do quarto (4º) mês de gravidez são importantes para manter a flexibilidade, prevenindo as dores nas costas e auxiliando no equilíbrio emocional. Também são fundamentais para a prevenção de lesões nas estruturas da coluna. Sob orientação do obstetra.
Natação, hidroterapia, hidroginástica ou simplesmente “caminhar “ são atividades que movimentam o corpo e são indicados para ser executados durante e o pós-parto.

O repouso e o relaxamento devem ser executados regularmente, pois a grávida se sente mais cansada.
Durante o repouso (dia / noite); importante mudar várias vezes de posição. A permanência por muito tempo em uma mesma posição pode ocorrer desconforto e dor.

OBS: Se persistir as dores ou desconforto nas costas deve procurar tratamento em qualquer período da gravidez; sob a supervisão de seu obstetra.

IMPORTANTE: A massagem é contra indicada para mulheres grávidas ou que querem engravidar. Porque estimula alguns pontos que correspondem as contrações uterinas e não se devem estimular antes do momento apropriado.

Trata-se de uma massagem energética, e o equilíbrio energético entre a mãe e o feito é muito delicado.


Source: Como cuidar da sua coluna nº 2 (Editora Paulus) 



terça-feira, 5 de junho de 2018

Emoções / Sentimentos


Os fatores internos que nos causam doenças, relacionam-se diretamente a energia vital (ki) e estão intimamente ligadas as nossas emoções.


Cada emoção que sentimos mobiliza nosso corpo e nossa mente para enfrentarmos um determinado desafio podendo gerar desequilíbrios.

Emoções são impulsos para uma ação imediata com a finalidade de lidar com a vida. É uma maneira de sentir e de agir.

São oscilações do sentimento expressadas pelo comportamento.
As emoções não são necessariamente boas ou ruins por si só, variando com a idade, pressão social, meio ambiente e com o movimento da vida que atravessamos.

Uma emoção pode adquirir um grau maior ou menor de intensidade e importância repercutindo no bem-estar do seu organismo.
Quando fluem com harmonia as emoções não interferem na saúde, mas quando alteram e desarmonizam nos fazer adoecer. 

São cinco as que mais interferem na harmonia causando doenças.
Os dedos correspondem a “emoções”, elementos e órgãos.

1. Preocupação: corresponde ao dedo polegar, associado ao estomago, baço-pâncreas. Disfunção causa diarreia; ombros arqueados e rigidez no pescoço.


2. Tristeza: corresponde ao dedo indicador, associados ao pulmões e intestino grosso. Acarreta uma perda de energia e de entusiasmo pela vida mesmo pelas coisas mais cotidianas. O excesso de tristeza leva a quadros de depressão.


3. Impaciência: corresponde ao dedo médio, associado ao coração, intestino delgado e aos aparelhos circulatórios e respiratório. Também associado a frustração, irritação e raiva. Sentimentos que podem aumentar o nível de estresse, obesidade e consequentemente prejudicando a saúde. Fator de risco para hipertensão.

4. Raiva: corresponde ao dedo anular, associado ao fígado, vesícula biliar e ao sistema nervoso. Emoção negativa: ódio, raiva, rancor corroem por dentro e envenena a alma.

5. Medo: corresponde ao dedo mínimo, associado aos rins. Estado emocional que surge perante a uma situação de eventual perigo. Desencadeia no corpo uma contração muscular do tronco.

Fonte: Pesquisa nas obras do mestre Mantack Chia , Coleção CARAS Zen (Editora Caras S/A)